Megamax Top                 Estilo Vip Net                 Sua Cara Seu Estilo

Comprar

Logo_Homepage     Logo_Homepage     Logo     Logo 120x60     logo Logo_Homepage     Logo     Logo_Homepage     Logo Avon     Logo Logo     Logo_Homepage     Logo     Logo_Homepage     Logo - Homepage

O jogo Lords of the Fallen cenários cheios de segredos para explorar: Bastante conteúdo

O game desenvolvido pela Deck 13 Interactive e pela CI Games conta a história de Harkyn, um ex-criminoso careca que é libertado da prisão para executar uma missão suicida


Você já tentou cortar o cabelo sozinho? O trabalho do barbeiro parece fácil, claro - em teoria, é só pegar uma tesoura e sair aparando como um profissional. Mas, mesmo que você não corte uma orelha fora, o resultado nunca fica igual ao do salão. Porque não basta ter uma tesoura sem ponta da aula de artes da escola: tem que saber porque, onde e como cortar. Tudo tem um motivo. Lords of the Fallen, portanto, é um jogo com uma franja desconjuntada.

O game desenvolvido pela Deck 13 Interactive e pela CI Games conta a história de Harkyn, um ex-criminoso careca que é libertado da prisão para executar uma missão suicida: enfrentar os demônios de Rhogar, uma outra dimensão, e encontrar Antanas, um sábio que deseja levar a humanidade à sua salvação.
O jogo Lords of the Fallen cenários cheios de segredos para explorar: Bastante conteúdo
No controle do ex-presidiário, você se aventura por uma variedade de cenários com temáticas medievais e influências levemente nórdicas, com castelos e masmorras claustrofóbicos e sombrios. As armaduras, espadas, escudos, marretas e outros equipamentos de Harkyn, grandes, brilhantes e ornamentadas, ajudam a compor o visual. Nisso não há com o que se desapontar - tudo é muito bonito, e você percebe que está realmente em uma nova geração, afinal de contas.
O jogo Lords of the Fallen cenários cheios de segredos para explorar: Bastante conteúdo
Mas Lords of the Fallen não tem o menor pudor de esconder que é um clone de Dark Souls, RPG com elementos de ação lançado pela mesma produtora (a Bandai Namco) em 2011. O combate mais estratégico e com ritmo mais lento, o alto grau de dificuldade, os controles - atacar com os botões de ombro - e até o fato de que, quando você morre, perde todos os pontos de experiência que estava carregando até então, com a chance de recuperá-los se chegar à salvo até o lugar onde havia sido abatido.
O jogo Lords of the Fallen cenários cheios de segredos para explorar: Bastante conteúdo
Os desenvolvedores deram seu próprio toque à fórmula de sucesso da série Souls, e é aí que entra a parte do "corte feito em casa": o game parece querer copiar tudo o que deu certo na série Souls sem entender muito bem como ou porquê as coisas foram feitas do jeito que foram.
Os combates, por exemplo, aqui são muito mais testes de paciência do que de habilidade. A resposta é lenta e você passa muito mais tempo simplesmente esperando por brechas para atacar do que tentando descobrir formas criativas de derrubar os inimigos. E mesmo assim, os ataques costumam ser ou lentos demais ou fracos demais. A situação é ainda pior nos chefes, que têm lutas com design bastante repetitivo e nada criativo.
O jogo Lords of the Fallen cenários cheios de segredos para explorar: Bastante conteúdo
Dark Souls era difícil porque exigia muita habilidade e atenção por parte do jogador. Lords of the Fallen parece interpretar essa filosofia com picos repentinos de dificuldade, inimigos escondidos em pontos cegos, e golpes que matam de uma vez só.
O jogo Lords of the Fallen cenários cheios de segredos para explorar: Bastante conteúdo

Mas apesar das comparações, Lord of the Fallen é um jogo que pode ser divertido por mérito próprio e traz suas próprias novidades à fórmula. Agora, por exemplo, quanto mais tempo você passar sem "descansar" em um dos pontos de recarga no cenário, mais pontos de experiência seu personagem ganha para evoluir. E apesar de não ser tão refinado quanto Souls, o combate ainda é mais interessante que a grande maioria dos RPG com ação.

No fim das contas, lembre-se do cabeleireiro: é melhor ir no salão? É, sem dúvida. Mas de vez em quando não faz mal pegar um corte feito em casa, mesmo que o resultado não saia tão bom.









Fonte: infoFotos: Divulgação

0 Response to "O jogo Lords of the Fallen cenários cheios de segredos para explorar: Bastante conteúdo"

Postar um comentário

Mais Notícias

Mais Notícias